Moto – vantagens e desvantagens

Charbel Atalla Antonio


Referência: trânsito da cidade de São Paulo – SP – Brasil.


foto original de artigo do Jornal do Carro (Blog do Estadão)

Andar de moto no trânsito urbano de uma cidade como São Paulo tem diversas vantagens - e diversas desvantagens:

Vantagens:
• A maior vantagem de andar de moto no trânsito urbano é a economia de tempo, escapando dos congestionamentos: velocidade média no horário de pico, p/ automóvel = 20 a 25 Km/h – moto = 40 a 45 Km/h – ônibus= 10 a 20 – pedestre= 3 a 6
• Outra grande vantagem da moto é a economia de dinheiro: o consumo de combustível de uma moto de 125 a 150cc é em torno de um terço do consumo de combustível dos automóveis; manutenção, etc. também mais ou menos nessa proporção; estacionamento bem mais barato; não paga pedágio...
• A moto não se inclui nas condições de “rodízio” (restrição pelo número da placa).
• A moto é bem mais fácil de estacionar – requer pouco espaço – dispensa garagem
• Prazer na condução (p/ quem gosta de mais liberdade / contatos...)
• Menor valor imobilizado
• Nenhuma abordagem nos semáforos: propagandistas, flanelinhas, pedintes...

Desvantagens:
• A maior desvantagem de andar de moto é o risco de acidente – passivo (inclusive com as próprias e demais motos) e ativo (requer muito mais cuidado c/ os pedestres). Convém usar roupas e calçados especiais - e considerá-los como EPI (Equipamento de Proteção Individual).
• Maior risco de roubo. Seguro de moto é bastante caro.
• Outra grande desvantagem é o desconforto para andar de moto em condições de tempo ruim. É necessário levar sempre roupas especiais, na mochila ou no baú.
• Andando de moto você tem contato direto – bem perceptível e bem desagradável – com os gases de escapamento dos outros veículos – e principalmente da moto da frente...
• Na moto não dá p/ curtir um som.
• Moto não tem estepe. Se furar um pneu, você terá que empurrá-la até um borracheiro. Uma boa medida é levar sempre um spray tapa-furo.
• Maior dificuldade p/ usar um GPS, olhar um mapa, atender o celular.
• Se a moto quebrar a caminho de um compromisso será dificil achar uma alternativa p/ chegar no horário previsto: a não ser que onde você esteja tenha moto-taxi...
• Uma moto comum polui cerca de 6 vezes mais que um carro (motivo: a maioria das motos ainda não usa catalizador nem injeção eletrônica) – cf. CETESB.
• Você precisa parar a moto e tirar o capacete se tiver uma coceirinha irresistível na orelha...

Não deixe de ler: Moto na Cidade - como pilotar

Interessante para o assunto: Tomada de Decisão, Análise Custo-Benefício, Equipamento-Reserva, Solução de Problemas

Gostou do Operando Bien?
Se desejar, você pode retribuir ou colaborar.

>>> Se você tiver perguntas ou quiser colaborar para o assunto com seu conhecimento e experiência, me mande um email ou publique aqui o seu comentário.

"Ainda é cedo"... mas se você já vai mesmo... > sair do Operando Bien

4 comentários:

MiSsO disse...

Realmente a moto tem um apelo muito forte nessa parte da economia de combustível. E isso é muito usado pelos fabricantes. Respeito quem gosta, mas eu acho que pilotá-la é colocar ainda mais a vida em risco. Chequei a comprar uma "zerada" e a vendi 3 meses depois, devido ao grande medo e insegurança que eu sentia quando andava com ela. É isso!

Ulisses disse...

Uma desvantagem que eu mesmo já vi é levar uma cuspida ou bituca de cigarro dos motoristas de caminhão e também de carro.

Márcia P. disse...

Se a poluição de uma moto é igual a de 6 carros por falta de catalizador e injeção eletrônica o que o governo está esperando pra tomar uma atitude????? Será por isso que a poluição em São Paulo está voltando a piorar?? Acho que se mais gente soubesse disso haveria mais cobrança!!! Eu vou espalhar por aí.

André Tomás disse...

Márcia P., agora pensa no tamanho do motor de uma moto, e compara com o motor de um carro. A maioria das motos circulando tem entre 100 a 300cc, no MÁXIMO, isso corresponde a, em média, cerca de 10x a 5x menos o tamanho de um motor de um carro, e não são todos que tem injeção eletrônica, nem catalizador. Muitos carros antigos não tem catalizador e ainda usam carburadores, e não são poucos.

Antes de falar m**da, procura se informar... também, tinha que ser mulher mesmo.