Tomada de Decisão - como fazer, exemplo

Charbel Atalla Antonio

Este artigo apresenta um método bastante simples, rápido e prático para utilização em tomadas de decisão considerando as alternativas possíveis.
Com um exemplo de aplicação no final do artigo.
Adequado e satisfatório para um grande número de problemas freqüentes e comuns, porém “complexos” – com diversas variáveis – onde necessitamos tomar uma decisão, escolher uma entre várias alternativas. Muito útil para “racionalizar” avaliações e "formalizar" critérios subjetivos. E um bom embasamento para muitas decisões por consenso.

Exemplos de problemas desse tipo:
- Qual imóvel comprar, escolhendo entre 3 bons negócios? Um tem o melhor preço. Outro a localização. Um é ótimo em segurança. Outro tem a melhor arquitetura. Um é bom para o José. Outro é ruim para a Maria...
- Qual fornecedor contratar, entre 5 propostas consideradas boas?
- Comprar ou não (são 2 alternativas) um carro novo? Qual (“n” alternativas)?
- Qual escola escolher entre 3 boas para colocar o seu filho?



O Método – Tomada de Decisão por Avaliações Graduadas e Ponderadas

Se você não gostou do nome, com certeza vai gostar do método.

Acompanhando pelo exemplo (figura-tabela), veja como fazer – em 5 passos:

1. Atributos – identifique e relacione todos os atributos que considerar importantes na avaliação - prós e contras. Exemplos para a compra do imóvel: localização, segurança, preço, condições de pagamento, idade, conforto, aparência.
2. Avaliadores – identifique e relacione quem irá opinar com poder de influência na decisão. Nada impede de incluir alguém não afetado pelo problema, mas que entenda do assunto e possa contribuir. Nenhum problema também se você for decidir sozinho – o processo só será mais rápido.
3. Pesos – atribua um valor para o peso de cada atributo. De 0 a 10, por exemplo – 0 onde não tiver nenhuma importância, e 10 onde for muito importante. Isso pode ser feito por cada um dos avaliadores – e tirada uma média.
4. Avaliações – para cada alternativa (cada imóvel), cada avaliador atribui uma nota para cada atributo. Pode ser também de 0 a 10 – com 0 onde considerar péssimo e 10 onde avaliar como ótimo. Para ter uma nota final única, também tire a média.
5. Conclusão – para cada alternativa, some todos os produtos de cada “peso” por cada “avaliação”. Divida pelo valor da soma de todos os “pesos”. O resultado – média ponderada – é a avaliação final de cada alternativa. Representa – “mede” – a avaliação geral. Comparando o valor dessa avaliação geral das várias alternativas, fica evidente qual a melhor – de forma criteriosa, com todos os aspectos considerados importantes para o caso.


Observações
- Quando em grupo, o ideal é fazer os passos 1, 2 e 3 em consenso.
- Todos os passos podem – e devem – ser revistos sempre que a conclusão não estiver sendo satisfatória. A verificação e possível discussão de cada item, de cada passo, dão consistência ao processo e aumentam a qualidade da decisão final. Este é justamente um dos grandes méritos deste método.
- Num refinamento – muito interessante – do processo, as médias das avaliações também podem ser ponderadas. Com um peso diferente para a opinião de cada participante: em função da "competência", do "direito a voto", etc..
- Em processos mais "oficiais" ou formais, os critérios de avaliação devem ser bem definidos - antes do "julgamento". É o caso, por exemplo, de análises de propostas, em contextos onde a "imparcialidade" deve ser "assegurada".


Nesse exemplo, numa avaliação dos participantes, diz a Maria: – Considerando todos os aspectos relacionados, acho que o no. 3 seria mesmo a melhor escolha. Mas ainda está em construção..., eu prefiro o no. 2. – Não sei, eu acho melhor esperar o 3 ficar pronto, diz o José. – Gente, faltou essa linha na nossa tabelinha. É só colocar – e avaliar..., completa a Luiza.

Gostou do Operando Bien?
Se desejar, você pode retribuir ou colaborar.

e, se você for dar uma festa,
promover um evento, não importa o tamanho,
garanta seu sucesso com a
>>> Se você tiver perguntas ou quiser colaborar para o assunto com seu conhecimento e experiência, me mande um email ou publique aqui o seu comentário.


"Ainda é cedo"... mas se você já vai mesmo... > sair do Operando Bien

2 comentários:

Agata disse...

Navegando para preparar minhas aulas, me deparei com seu blog, adorei e vou indicar para meus alunos, gostaria de receber seus artigos.
Meu e-mail : marasuassuna@ig.com.br
Goiânia
valeu !!!!!!
Mara Suassuna

Anônimo disse...

tambem gostaria de receber por email boutiquedosbichos@hotmail.com