Fazer ou Fazer Bem Feito - o que é mais importante?

Charbel Atalla Antonio

Para não ficar no "depende...", a minha opção é "fazer!".
E continuar fazendo, até fazer bem feito, muito bem feito - cada vez melhor!
Qual é a sua?

Considerando, entre outras coisas, que a "concorrência" de hoje nos leva a buscar - sempre, e urgente - a "excelência" em tudo que fazemos, essa é uma discussão importante e muito interessante.

Manifeste aqui a sua opinião ou acrescente questões a respeito.

Gostou do Operando Bien?
Se desejar, você pode retribuir ou colaborar.

"Ainda é cedo"... mas se você já vai mesmo... > sair do Operando Bien

4 comentários:

qualiblog disse...

Belo desafio, Charbel!
Simplesmente fazer pode não atender às necessidades implícitas de quem precisa do resultado. Fazer bem feito, como já dizia a máxima "Milagre demora um pouco mais...", demanda maior dedicação, tempo e muitas vezes custo. Ainda assim, prefiro sempre fazer bem feito, do que fazer e ter de fazer de novo. E de novo, e de novo...

Anônimo disse...

A quantidade do "fazer" te leva a ter a experiência para fazer bem feito.
Desta forma, fazer é importante demais para fazer bem feito!
Pode ser impossível fazer bem feito na primeira vez...
Conclusão: junte as duas. Faça! Mas tenha sempre em mente a busca pelo fazer bem feito.

Emerson disse...

Fui eu quem escreveu acima... não havia assinado.

Denis disse...

Eu discordo e só faço se for pra fazer bem feito. Se eu tenho que fazer manutenção de uma maquina tenho que consertar direito e deixar ela segura e zerada. Se tenho que fazer por que não fazer bem feito ???