Não-Conformidades – o que são, como administrar

Charbel Atalla Antonio


Uma entrega atrasada. Um produto defeituoso. Um material fora da especificação. Uma jantar mal servido. Dormir numa reunião. Perder a competitividade.

Não-Conformidade é qualquer fato que se apresenta não-conforme o esperado.

Devemos entender então que o ideal seria a inexistência de não conformidades?
Absolutamente não!

Pelo contrário, devemos sim, reconhecer e entender que praticamente todo progresso, toda invenção, toda melhoria, são conseqüentes de não-conformidades!
Não-conformidades são alertas de problemas. Não-conformidades são avisos de necessidade de correções – avisos de oportunidades de melhoria!
Quem assimila bem este conceito adquire postura e conduta que podem fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso, ou até entre o sofrimento e a felicidade!

Então quanto mais não-conformidades melhor?
Claro que também absolutamente não.

Qual o ideal então?
É não deixar de perceber nenhuma não-conformidade. Mais ainda, o ideal é não deixar de perceber nenhum “risco” de não-conformidade – as quase-não-conformidades.

Como fazer isso na prática, na empresa?

Compreendendo bem o conceito, a atenção para o assunto, para as oportunidades de melhoria, é praticamente automática.

Para assegurar e disseminar essa conduta numa empresa, o ideal é implantá-la na forma de um procedimento. Determinar que toda não-conformidade seja registrada. Preferencialmente por escrito. De alguma forma sistematizada, padronizada. De maneira a se prestar adequadamente às suas legítimas finalidades em relação aos problemas e correspondentes oportunidades de melhoria: caracterização, classificação, controles de freqüência e evolução, análise e identificação de causas, determinação de ações, acompanhamento, histórico, etc.
A ênfase maior deve ser na formação do conceito. Compreender que o processo de percepção e tratamento de não-conformidades oferece um potencial muito grande de oportunidades. Compreender que é uma das fases principais do PDCA. Compreender que kaizen não existe sem atenção para não-conformidades. Que o registro e tratamento de não-conformidades é requisito de qualquer Sistema de Qualidade. Que o registro e tratamento de não-conformidades é condição para certificações de processo como as referentes à ISO9000.
Compreender que as quase-não-conformidades são tão ou mais importantes que as não-conformidades. Perceber e tratar quase-não-conformidades é prevenção, proatividade, antecipação e maximização de melhorias – caminho certo para a busca contínua da excelência.

Compreendido o conceito, determinados e esclarecidos os objetivos, um simples formulário contendo os campos determinados geralmente é o necessário e suficiente para assegurar o processo – e o seu sucesso.

O formulário abaixo é um mero exemplo. É adequado e suficiente para muitos casos, de maneira geral. Mas, você pode, ou deve, desenhar e personalizar o seu próprio formulário.

(clique na figura para ampliar)







Gostou do Operando Bien?
Se desejar, você pode retribuir ou colaborar.


e, se você for dar uma festa,
promover um evento, não importa o tamanho,
garanta seu sucesso com a
>>> Se você tiver perguntas ou quiser colaborar para o assunto com seu conhecimento e experiência, me mande um email ou publique aqui o seu comentário.
>>> Para ser avisado sobre novos artigos informe seu email na coluna ao lado.

8 comentários:

KAREN RABELO disse...

Esse site é perfeito,pois se tem uma real impressao de interaçao diretamente pessoal!

PRABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Sei llá disse...

obrigado a você e a todos que postam coisas uteis na internet

PAI disse...

EU GOSTEI MUITO DESTE SITE ACHEI O QUE ESTAVA PROCURANDO DETALHADAMENTE,É MUITO BOM.

Juliana disse...

Parabéns, sua informação foi realmente completa e detalhada.

Natália Farinazzo disse...

Achei a resposta com detalhes para o que precisava, espero que possasm continuar nos ajudando, parabéns

jéssica disse...

me ajudou muito, parabéns!!!

Rodrigo disse...

Obrigado por postar algo de conteúdo que atendeu o que eu estava buscando.

Parabéns!

Juarez Moreira disse...

Estou "curiosando" o site. Ótimo. As informações são bem simplificadas para leigos como eu. Continue contribuindo conosco por meio da compressão semântica da informação.
Parabéns.
Juarez Moreira