Caminho Critico – o que é, porque e como utilizar

Charbel Atalla Antonio

Toda tarefa, missão, empreendimento ou projeto, tem um caminho crítico.
O responsável por qualquer desses compromissos deve conhecer – muito bem – o seu caminho crítico. A menos que custos, prazo e qualidade não tenham importância no caso.

Caminho Crítico – definição
Caminho crítico é o conjunto de atividades que determina o menor prazo possível para concluir um determinado empreendimento.

Caminho Crítico – como encontrar / determinar
O caminho crítico é constituído pelas atividades críticas. Atividades que são pré-requisito para outras – que também estão no caminho crítico. Qualquer atraso em alguma delas, provoca atraso nas seguintes. E mais, as atividades críticas não podem ser antecipadas, pois também dependem de outras. Todas as atividades nessas condições, juntas, compõem o caminho crítico.
O caminho crítico é único – a não ser que exista, no mesmo compromisso, uma outra série de atividades que leve exatamente ao mesmo mínimo prazo. Na prática, isto é raro.
Relacione todas as atividades e anote quais são as predecessoras e as sucessoras de cada uma (atribua um número a cada para facilitar as anotações). Analise essa relação de atividades e identifique todas que estejam na condição acima, isto é, as atividades críticas, as que não podem atrasar nem serem ser antecipadas. O conjunto delas é o seu caminho crítico.
Esse é um processo manual, viável e adequado para empreendimentos com uma quantidade não muito grande de atividades. Para quantidades maiores, acima de algumas dezenas, já é conveniente um processo mais metódico, isto é, um algoritmo – apenas para praticidade, pois o conceito é essencialmente o mesmo. Trabalhos mais comuns costumam ter algumas poucas dezenas de atividades, enquanto grandes projetos e empreendimentos podem ter centenas ou mesmo milhares.
De qualquer maneira, é bom saber que o citado algoritmo é relativamente simples – fácil de encontrar na literatura, e também será apresentado, de forma bem prática, num próximo artigo, aqui no Operando Bien.
Também existem ainda diversos softwares especializados – o MSProject é um deles, muito usado em gerenciamento de projetos, obras e montagens industriais.

Caminho Crítico – utilidade e importância
São duas as motivações principais para toda a atenção com o caminho crítico:
Prazos – sem dúvida é a razão primeira da importância do caminho crítico. Ele revela as atividades que devem ser o foco das atenções – as atividades críticas. Garantidos os prazos destas, o prazo final estará garantido. É nelas que está todo o potencial e possibilidade de eventual antecipação de prazos. Caso alguma atividade não-crítica, em princípio as que têm folga no prazo, se atrasar a ponto de comprometer o prazo final, ela passa imediatamente a fazer parte de um novo caminho crítico.
Custos – a visão e o bom uso do caminho crítico auxiliam muito a evitar as “urgências” – e seus conseqüentes sobre-custos. Minimiza despesas adicionais em situações de atraso, direcionando os esforços apenas para pontos críticos, das atividades críticas. Mais ainda, a visão clara das atividades fora do caminho crítico, as atividades não-críticas, com folgas nos prazos, propicia uma condição muito favorável para possíveis ações de otimização sobre elas: 1. busca de melhores alternativas; 2. antecipação do início de processos de compra permitindo mais pesquisas, negociações mais “confortáveis”, incluindo busca de oportunidades e até a possível detecção de promoções; 3. postergação de compras, sem antecipações desnecessárias, e seus custos correspondentes (financeiros e outros) 4. flexibilidade para ajustes no Cronograma Financeiro.

Caminho Crítico – Observações e Detalhes
1. Ao analisar as relações entre as atividades, é importante e bastante útil verificar se as relações de dependência são totais ou parciais. Numa construção, por exemplo, para fazer o revestimento de uma parede é necessário previamente construir a parede, porém talvez seja possível e de interesse já iniciar o revestimento quando a parede estiver ainda apenas 50% construída.
2. Tempos de espera devem ser incluídos nas atividades ou mesmo serem considerados como uma atividade. Também numa construção, um outro exemplo: aguardar 7 dias para a desforma do concreto.
3. A análise detalhada das atividades críticas buscando abreviar o máximo possível a duração total do caminho crítico, geralmente dá resultados significativos. Nessa situação, é sempre importante reanalisar as demais atividades, pois podem surgir novos caminhos críticos.
4. Para conhecimento, o método do caminho crítico, em especial quanto aos seus algoritmos e correspondentes formas de apresentação, é também conhecido como PERT-CPM, siglas dos termos em inglês “Program Evaluation Review Technique” e “Critical Path Method", ambos métodos de planejamento e programação de empreendimentos desenvolvidos na década de 1950, pela Marinha dos Estados Unidos e pela companhia DuPont.

Gostou do Operando Bien?
Se desejar, você pode retribuir ou colaborar.

e, se você for dar uma festa,
promover um evento, não importa o tamanho,
garanta seu sucesso com a
>>> Se você tiver perguntas ou quiser colaborar para o assunto com seu conhecimento e experiência, me mande um email ou publique aqui o seu comentário.
>>> Para ser avisado sobre novos artigos informe seu email na coluna ao lado.

4 comentários:

Christiano disse...

Bacana este texto...

Qual a referência bibliográfica?

Charbel Atalla Antonio disse...

Olá Christiano
Que bom que você gostou.
O texto é de minha autoria, expondo o meu entendimento e visão do assunto após "alguns" anos de vivência na área. É exclusivo do Operando Bien. Se você quiser ler mais sobre o assunto, ...sem esperar pelos meus próximos artigos, estou certo que não terá dificuldade em achar bons livros a respeito.
abraço, Charbel

zÉ Ribeiro disse...

Faz tempo o post...e ótimo como todos. Muito bom o "caminho crítico Charbel,bem difícil,remete a empreendedorismo.O mais intrigante e impactante é que a primeira vista tem-se uma ideia de que deveremos evitar este caminho ou soluções para superar um caminho de crises deflagradas e/ou prester a ocorrer,no entanto, o cc é pra ser utilizado! Uma "medula que já existe mas que precisa ser montada e será vital para o início correto,meio e fim do empreendimento. Indispensável para a conclusão de um processo.Compreendi como deveria??

abçs,
José Ribeiro.

Charbel Atalla Antonio disse...

É isso aí Zé Ribeiro. Sair do caminho crítico é perder o menor prazo possível. Valeu o comentário. Abraços.